fbpx

Biomecânica dos principais exercícios da extremidade superior: entenda como os músculos trabalham

A biomecânica é o estudo do movimento humano, e é fundamental para a compreensão da ação dos músculos durante os exercícios físicos. Ao compreender como os músculos trabalham, podemos selecionar os exercícios mais adequados para nossos objetivos, bem como realizar a execução de forma eficiente e segura.

Os exercícios da extremidade superior podem ser classificados em dois tipos principais: multiarticulares e monoarticulares. Os exercícios multiarticulares envolvem o movimento de mais de uma articulação, enquanto os exercícios monoarticulares envolvem o movimento de apenas uma articulação.

Exercícios multiarticulares:

Os exercícios multiarticulares são geralmente mais eficientes para o desenvolvimento da força e da hipertrofia muscular. Alguns exemplos de exercícios multiarticulares da extremidade superior incluem:

Supino: É um exercício que envolve a adução horizontal do ombro e a extensão do cotovelo.

Remada: É um exercício que envolve a extensão do ombro e a flexão do cotovelo.

Desenvolvimento: É um exercício que envolve a abdução do ombro e a extensão do cotovelo.

Exercícios monoarticulares:

Os exercícios monoarticulares são geralmente mais específicos para o desenvolvimento de músculos individuais. Alguns exemplos de exercícios monoarticulares da extremidade superior incluem:

Rosca bíceps: É um exercício que envolve a flexão do cotovelo.

Tríceps testa: É um exercício que envolve a extensão do cotovelo.

Elevação lateral: É um exercício que envolve a abdução do ombro.

Influência da posição do ombro:

A posição do ombro pode influenciar a ativação de diferentes músculos durante os exercícios. Por exemplo, ao realizar uma rosca bíceps com o ombro em flexão, o bíceps braquial é ativado de forma mais intensa do que ao realizar o mesmo exercício com o ombro em extensão.

Influência do tipo de pegada:

O tipo de pegada também pode influenciar a ativação de diferentes músculos durante os exercícios. Por exemplo, ao realizar uma remada com a pegada supinada, o bíceps braquial é ativado de forma mais intensa do que ao realizar o mesmo exercício com a pegada pronada.

A compreensão da biomecânica dos exercícios da extremidade superior é fundamental para a prescrição de treinamentos eficientes e seguros. Ao entender como os músculos trabalham, podemos selecionar os exercícios mais adequados para nossos objetivos, bem como realizar a execução de forma eficiente e segura.

Para obter os melhores resultados do treinamento, é importante combinar exercícios multiarticulares e monoarticulares. Os exercícios multiarticulares são mais eficientes para o desenvolvimento da força e da hipertrofia muscular, enquanto os exercícios monoarticulares são mais específicos para o desenvolvimento de músculos individuais.

Além disso, é importante variar os exercícios ao longo do tempo para evitar o tédio e a estagnação dos resultados. Podemos variar a posição do ombro, o tipo de pegada, o peso utilizado e a velocidade de execução.

Conteúdo retirado do módulo Musculação e Cinesiologia, Exercícios do Membros Superiores, de Rafael Soncin, na plataforma streaming de educação física fitnessbrasilphorte.com.br . Tem muito mais conteúdo como esse por lá, assine.

GOSTOU DESSE CONTEÚDO?

Nós temos uma plataforma de streamming com conteúdos exclusivos sobre Educação Física, clique no link e conheça nossos planos.

FALE CONOSCO